— x мαrvєℓ υทivєrsє
Faça parte do nosso RPG e seja aquilo que sempre sonhou! Herói, vilão, mercenário ou benfeitor independente, temos uma vaga para você! Libere sua imaginação e realize grandes ou terríveis feitos em nosso Universo XMarvel!

4ª Aula - Charlotte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

4ª Aula - Charlotte

Mensagem por Charlotte Von Kerr em Ter Jun 17, 2014 1:45 am

The Last
P
ulei cedo da cama naquele dia, estava animada desta vez, não por causa da aula em si, mas pelo fato de ser a última. Se Deus quisesse, eu me formaria naquele mesmo dia. Enquanto da última vez eu andava que nem um zumbi, agora eu quase corria. Será que Natasha daria esta aula também? Eu tinha minhas dúvidas. Pelo menos tive a sorte de ter tido duas aulas com ela, era o suficiente. Eu estava alternando nas roupas que eu vestia para frequentar as aulas. Usara calça, saia e shorts, respectivamente nas últimas aulas, por isso decidi usar um vestido dessa vez. Como eu não era de usar vestidos, não havia quase nenhum em meio aos meus pertences. Encontrei apenas dois, um velho demais e um de festa, optei pela segunda opção obviamente. Era exagerado, mas teria de servir.

Depois do meu banho frio, de me vestir e comer, peguei um caderno com algumas páginas já escritas e prendi uma caneta de cor azul em seu arame. Preferi não usar bolsa como das outras vezes, carreguei o caderno na mão mesmo. Me dirigi até o hangar com passos nem muito lentos nem muito rápidos. Apenas caminhava, observando o lugar como nunca fizera antes. Eu logo iria embora, eu previa. Sentiria falta dali? Simplesmente esqueceria que estivera ali? Ou simplesmente continuaria ali por mais tempo? Queria não pensar que havia essa última opção. Ser reprovada seria horrível para mim, mesmo gostando bastante das aulas, fazê-las de novo não estava em meus planos, apesar de que seria legal passar mais algum tempo com Natasha. Revirei os olhos. Não queria ser uma dessas fanáticas.

Cheguei no hangar então. Sem muita cerimônia, adentrei o local e fui direto para o meu canto, e comecei a me preparar para o exame final. Olhei para os lados e vi ninguém menos que o famoso Nick Fury encostado em uma das paredes. A maioria dos alunos cochichavam entre eles, provavelmente sobre o Agente. Eu simplesmente não me importava, para ser sincera eu estava um tanto decepcionada em saber que não seria Natasha que daria minha última aula. De repente perdi o ânimo com o exame final e comecei a desenhar na última folha do meu caderno enquanto esperava os outros alunos chegarem.

Quando já estávamos todos ali, Fury começou a explicação. Me obriguei a prestar atenção, afinal não queria ser reprovada e já me sentia na corda bamba. Fechei meu caderno, me despedindo de meu desenho pela metade e me concentrei nas palavras de Nick Fury. Era até um pouco interessante, eu preciso confessar. Só na metade da aula comecei a fazer anotações, nunca havia feito isso antes, mas achei que era uma boa ideia dessa vez.
Agora era a hora de testar o que eu havia aprendido com a aula. Os questionários anteriores era extremamente fáceis, já nessa aula eu teria que gastar bastante tinta de caneta. Com desânimo de procurar um lugar decente para me sentar, sentei-me no chão, ali mesmo naquele canto que eu já chamava de meu.

1.Sabendo que embaixadores e pessoas importantes na política em si, gostando de andar bem acompanhados; faria o que seria mais óbvio, teria que me infiltrar na festa como uma dama de companhia. Semanas antes do evento, teria que buscar o máximo de informações possíveis sobre o gosto do embaixador por mulheres, por qual empresa costuma fazer o contrato de suas acompanhantes e como gosta de ser tratado. Ao obter todas as informações, arrumaria um disfarce irresistível e infiltraria na agencia, afim de ser a dama perfeita para o político. Ao tomar cuidado de ser escolhida, levaria escondido em meu vestido armas e material necessário para espionagem. Ao chegada a hora do evento, deixaria a equipe de apoio pronta, para no caso de acontecer algum ataque, como boa dama acompanhante ficaria próxima do embaixador o protegendo durante todo o evento.

2.Todo bom agente secreto trabalha com evidencias, estratégia e principalmente com informações. Logo ao receber o caso, teria um agente teria que pegar todas as informações que tiverem sobre a nova droga, pois se existe um caso para resolver é por que alguém aprontou o suficiente para chamar a atenção. Após apurada todas as informações, teria que entrar em campo. Analisando o perfil dos usuários da droga, aonde eles teriam sido encontrados e o que faziam, encontrar os traficantes não seria tão difícil. Com a planilha de dados obtidos em mãos, poderia traçar quais poderiam ser os pontos de comercialização ou aplicação da droga. Conseguindo descobrir esse ponto essencial, armar tocaia afim de descobrir quais eram as pessoas a comandar o trafico seria o próximo passo. Ao reconhecer e obter dados sobre algum dos homens, teria que estudar a ligação que ele possui ou já possuiu com algum grupo criminoso, para saber quais possíveis grupos poderiam estar por trás da operação. Ao formar uma linha de suspeitas que levasse a algum grupo, emboscaria algum de seus capangas, para que pudesse interrogar. Caso conseguisse pistas ou provas suficiente, montaria um grupo especial para fazer uma grande operação e prender todos os envolvidos.

Já havia escrito 2/3 das dissertações que Nick Fury mandara todos os alunos fazerem, quando olhei ao redor. Pouco alunos já haviam terminado, a maioria se encontrava sentados em carteiras, bancadas ou no próprio chão. Pareciam bastante concentrados. Fiquei buscando inspiração neles por alguns instantes até um a um, os outros alunos foram entregando seus exames finais à Nick. De repente me senti atrasada, o que me fez concentrar mais no que fazia ao invés de ficar viajando nos meus pensamentos. Logo comecei a escrever novamente sem tantas dificuldades.

3. A base de todo bom agente é a capacidade de se conseguir informações, de usa-las para atingir o seu objetivo, e de ser o mais simples possível em suas atividades. Após receber o dossiê com todos os dados do arquivo do caso em questão, a coisa mais sabia que se poderia fazer é confirmar as informações, no ramo de espionagem nunca se deve confiar totalmente apenas em papeis, e muito menos naqueles que os entregam. Após conseguir fazer um levantamento de todos os dados necessários sobre a empresa, em qual ramo industrial ela atua, quais são as empresas que prestam serviços para ela e quais são seus principais acionistas; teria que estudar toda a planta do edifício, para garantir que conseguisse fazer todo o planejamento perfeito para minha missão. Arrumando disfarces, uma identidade e documentos falsos; com toda a certeza teria que trabalhar sobre o ponto no qual todo o sistema ficaria comprometido, mesmo que por um pequeno prazo de tempo. Toda empresa grande necessita e possui, uma empresa que preste serviços de limpeza. Para garantir o sucesso da infiltração, o modo mais dinâmico e preciso seria me infiltrar primeiramente na empresa de limpeza, descobrir todas as escalas e manipula-la de modo que eu ficaria responsável por limpar exatamente a sala onde o dispositivo fosse estar. Sabendo do horário exato da troca de guardas que vigiam o sistema de câmeras, eu adentraria minutos antes a sala do dispositivo. Já que o sistema de alarme sensível ao som seria desligado, para que eu pudesse trabalhar e varrer a sala; aproveitaria da troca de seguranças para pegar o dispositivo e enfiar dentro de um dos sacos de lixo. Para que ninguém percebesse nada, cobriria o dispositivo com lixo e apagaria as luzes da sala antes de sair. Após conseguir voltar até o furgão da empresa de limpeza, dirigiria até duas esquinas a frente e logo em seguida pegaria outro carro. Com esse carro iria diretamente para a sede da SHIELD, tomando o cuidado para retirar todo o meu disfarce no meio do caminho. Infelizmente para a empresa clandestina seria tarde demais para me localizarem a tempo, mesmo que percebessem o furto com pouco tempo. Minha missão estaria concluída e menos uma arma alienígena estaria nas mãos erradas.

Suspiro, aliviada. Finalmente terminara de escrever o que Fury pedira. Aquilo resultou em duas folhas de caderno escritas. Arranquei ambas, coloquei em cima da mesa de Nick e voltei para meu canto às pressas.

___________________________________________________





Charlotte Von Kerr
MY SONGS KNOW WHAT YOU DID IN THE DARK
avatar
Charlotte Von Kerr

Mensagens : 43
Data de inscrição : 28/03/2014
Idade : 21
Localização : Onde chamarem, se é que me entende 8)

Ficha X-Marvel
Level : 3
Poderes e Atributos: Invisibilidade e Persuasão (+2 ATK e +2 DEF)
Reputação:
4/6  (4/6)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum