Botafogo

Ir em baixo

Botafogo Empty Botafogo

Mensagem por Excelsior em Qua Dez 12, 2018 9:01 pm

Botafogo Bairro-do-botafogo-1

Botafogo é um bairro da Zona Sul do município do Rio de Janeiro, no Brasil. Com quase 100 mil habitantes, o bairro é conhecido por abrigar um dos principais cartões-postais do país: a Enseada de Botafogo, com os morros do Pão de Açúcar e da Urca, ao fundo. Dentre as maiores atrações da enseada de Botafogo está o conhecido Iate Clube do Rio de Janeiro, cujo cais e marina se fazem visíveis de quase todos os pontos do bairro.

___________________________________________________





Mensagens :
733

Data de inscrição :
20/04/2014

Ver perfil do usuário
here's Excelsior
Excelsior
Administrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botafogo Empty Re: Botafogo

Mensagem por Bira em Seg Dez 17, 2018 7:59 pm


AWAETÉ
gente de verdade
S
eus ancestrais lutaram bravamente pela liberdade, pela vida. Falharam. Não que o tenham falhado, mas sua luta não foi suficiente para ceifar a morte, pois ela ainda arrodeia todos os cantos do universo.  E ela chegou em massa para aniquilar o povo da Terra, também. Não que nunca houvesse chegado, mas agora é em peso e de uma forma nunca antes vista. Ela pegou o Bira, com certeza não escapou. Só que para o Bira é diferente, porque ele é índio, e índios só veem a morte.  

Agora está no Rio de Janeiro para investigar sua tribo, especificamente no bairro do Botafogo. Esperemos que não haja a real necessidade de o Boitatá botar fogo no lugar, senão nosso índio não vai ser diferente de qualquer foice. Inclusive, Ubiratã está inquieto desde que chegou, não para quieto em seu quarto. Ele fica observando o movimento pela janela, silencioso, aguardando o Sol se pôr.  

Próximo à civilização, não teria escolha a não ser vestir-se de maneira respeitosa, pois usava apenas tanga e seus adornos indígenas. A liberdade de seu corpo também lhe é importante, por isso decidiu colocar apenas uma bermuda e sandálias, para combinar com o Rio. A variedade de vestimentas não existia para ele, andava com apenas uma muda por aí. Não se preocupava com a sujeira, porque sujeira também é vida, e proteção. Além do mais, sabia lavar suas roupas, poderia até mesmo usar o mar. Estava de coração tranquilo.

Saiu de fininho do quarto, olhando para os dois lados para ter certeza de que não seria visto. Então desceu as escadas na maior quietude, para não fazer barulho e denunciar sua saída - ou chegada. Ninguém estava na recepção, o índio estranhou. Poderiam estar mortos ou só foram ao banheiro? Não responderia. Deu sorte. É um homem de poucas palavras e muita atitude, não deixa seus assuntos morrerem.  

Já do lado de fora, iniciou uma caminhada tensa à praia. Tudo estava muito confuso e aconteceu tão de repente. Ele queria se banhar nas águas salgadas para se purificar. Poucas pessoas ele conseguia ver, mas todas o olhavam. Está certo, ele é um índio e índios devem ser observados com extrema cautela, ou vão atirar flechas para todos os lados. Besteira. A sociedade brasileira está numa época de dificuldades política e econômica, - não que os dois não sejam a mesma coisa, mas o nome muda – e uma distração é lucro. É até compreensível que ele esteja sendo observado por estar usando bermudas, sandálias e de tórax nu, mostrando seus adornos e, nas costas, a enorme tatuagem negra.

Quem sabe o objetivo do Awaeté (gente de verdade) seja só alcançar a praia, tomar um banho e ir até a FUNAI, sem maiores preocupações. O destino pode querer atrapalhar o indígena, talvez até matá-lo, mas ele não está se preocupando com isso. Ubiratã não tem medo da morte, pois sabe que é só o começo da jornada, uma transição.





Ficha X-Marvel
Level : 1
Poderes:
Mensagens :
49

Data de inscrição :
05/05/2013

Idade :
1760

Ver perfil do usuário
here's Bira
Bira
Vingadores BR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botafogo Empty Re: Botafogo

Mensagem por Jack Kirby em Seg Dez 17, 2018 10:09 pm


SELVA DE PEDRA
Espelhos supervalorizados




Ubiratã vislumbrava a cidade do Rio de Janeiro naquela noite. Noite após a vida em todo o universo ter sido dizimada. Mas saberia isso o índio Ubiratã?
Saberia ele que um ser de outro mundo juntou as seis joias do infinito e ceifou 50% de toda a vida existente em um estalar de dedos? Não. Não só ele, como ninguém mais sabia o que tinha acontecido naquele dia.

Tudo que ele sabia é que aquilo não era um dia comum. Muito sangue havia derramado, as as lagrimas das almas que nesse mundo já não exitem mais podiam ser ouvidos pelos espíritos da mãe terra. E com os espíritos da mãe terra, Ubiratã tinha ligação. Além disso, podia ver no semblante das pessoas que a tragédia estava estampada na face de todas elas. Nenhuma conseguia expressar outro sentimento que não de medo, desespero e lamentação.

Mas não era apenas isso que Ubiratã prestou atenção. Caminhando pelo calçadão da praia do Rio de Janeiro, o índio percebe um estranho movimento algumas quadras próximo de onde estava. Podia ser ouvido gritos e barulhos de briga, chamando a atenção do índio guerreiro. Ao chegar mais próximo do local, Bira viu dois camburões escuros e um grupos de homens de vestes militares totalmente pretas carregarem dois homens que pareciam ser moradores de rua para dentro de um dos furgões. Alguns outros moradores de ruas tentavam gritar pedindo socorro, em nome de seus direitos como cidadãos, mas ninguém parecia querer prestar atenção em seus pedidos de socorro.

Antes que Ubiratã pudesse fazer alguma coisa as portas dos furgões se fecham e eles saem rapidamente, após todos os militares entrarem nos furgões.


mensagem ao viajante:


--> Objetivo proposto: Rastrear e perseguir os furgões até seu local de destino. Caso aceite esse objetivo, o local será as docas da cidade. Interprete ter perseguido os furgões até o local, de alguma maneira.

--> Objetivo alternativo: Ir até o museu da cidade para investigar os documentos indígenas antigos, sem ser visto pela segurança do local. O museo deve ser invadido sem que os alarmes sejam disparados ou que nenhuma obra seja comprometida.



////////////////////////////////////////////

Ubiratã Awaeté: Mimetismo do Folclore Brasileiro
Valor dos dados por movimento: Nível 1 - 1d2
HP: 10/10
E: 4 (vezes que pode usar seu poder)
C: 3 (vezes que pode usar sua perícia)
ATK: 1
DEF: 3
Itens: Nenhum

#turno 1

Poder:
Mimetismo do Folclore Brasileiro: Ubiratã foi abençoado com o gene mágico (mutante) de sua tribo, nascendo com habilidades de transformação, ou mimetismo. Em específico, seus poderes tornam-lo capaz de se transformar em seres místicos do folclore brasileiro e incorporar seus poderes. Até agora, consegue controlar as seguintes sete formas:

1 - O Lobisomem > Físico e sentidos aprimorados > lobo humanoide
2 - Boitatá > Pirocinese > serpente em chamas
3 - Capelobo > Físico aprimorado, grande aumento na velocidade > humanoide coberto de pelos, cabeça e focinho de tamanduá-bandeira, patas redondas
4 - Corpo-seco > Contato/toque putrefato > assume a forma de um morto-vivo, ligeiramente lento
5 - Ipupiara > Todos atributos melhorados na água, seu canto pode encantar > Forma de um homem-peixe
6 - Mapinguari > Superforça e resistência aprimorada > símio, pele de jacaré, garras pontiagudas
7 - Saci > Manipulação de magia, nível médio > garoto negro com uma única perna

Perícia:
RASTREADOR


desvantagens:
✦ Marcado [Possui uma tatuagem negra nas costas que simboliza seu exílio da tribo];

✦ Devoto [É devoto às entidades/criaturas místicas que fazem parte do folclore brasileiro, particularmente da região amazônica];

✦ Ponto fraco [A marca nas costas foi fruto de uma magia druídica lançada pelo Pajé de sua tribo, tornando a região mais vulnerável que o comum].





CAPTAIN MARVEL

Ficha X-Marvel
Level : 20
Poderes:
Mensagens :
297

Data de inscrição :
12/05/2015

Ver perfil do usuário
here's Jack Kirby
Jack Kirby
Narrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botafogo Empty Re: Botafogo

Mensagem por Bira em Qui Dez 27, 2018 5:46 pm


AWAETÉ
gente de verdade
A
s pessoas na rua estavam muito assustadas, e Ubiratã estava começando a acreditar que não era realmente por conta de sua presença. O índio conseguia pensar em muitos acontecimentos horrendos, mas não conseguia encontrar a resposta para todo aquele terror na mente dos cidadãos. De certo em algum momento ouviu algo sobre alguém que fez alguma coisa, sozinho, porém não está ciente de todo o contexto. Para o Bira, Thanos é um ser desconhecido de nome, mas o resultado de suas ações já chegou aos ouvidos do indígena, de alguma forma.

Além disso, mal chegou ao calçadão da praia e já percebia mais bagunça, só que dessa vez era pouco generalizada. Enquanto tirava suas sandálias para caminhar descalço na areia, ele viu alguns homens com vestes pretas arrastarem outros homens com vestes podres para dentro de alguns furgões escuros, talvez pretos. Tudo aconteceu bem perto dali, sendo fácil para ele interferir. O dilema agora estava em tomar uma atitude que poderia determinar o destino daquelas pessoas. Não poderia vacilar.

Largou de lado as chinelas e correu pelas areias da praia no mesmo sentido em que disparavam os carros em fuga. Pouco a pouco seu corpo tomava outra forma. Longos pelos negros cobriam a pele da criatura, grosseiros e resistentes. A arcada dentária alterava sua forma e adquiria características caninas. O nariz deu lugar a um focinho alongado de lobo. Ele usou seus poderes para invocar o espírito do Lobisomem nele próprio, por fora. Com os sentidos aprimorados e as características físicas superiores as de um ser humano normal, iniciou sua caçada.

Tentou permanecer afastado nas areias, aproveitando o luar para que fosse confundido com um cachorro qualquer, enquanto corria em posição quadrúpede. Ele foi capaz de seguir o percurso quase todo via praia, já que o destino dos carros foram as docas. Permaneceu o mais escondido possível e reduziu a velocidade à medida em que se aproximava do local. Não tinha certeza do que deveria fazer a partir dali, pois não sabia o que se passava. Então decidiu aguardar, observando de fora o máximo que conseguisse. Confiava que seu olfato aguçado o mantivesse alerta ao perigo iminente e que sua visão noturna o auxiliasse caso adentrasse em áreas mais escuras.

De qualquer forma, não entraria diretamente no lugar a não ser que percebesse uma clara intenção de execução por parte do grupo sequestrador. Um homem do mato também tem seus valores, e Ubiratã vai proteger aquilo que ele acredita ser o correto, mesmo que haja discordância por parte de terceiros.





Ações:
Ação 1: Assumir a forma Um, O Lobisomem – 1 E
Ação 2: Rastrear os furgões até o destino – 1 C

Ficha X-Marvel
Level : 1
Poderes:
Mensagens :
49

Data de inscrição :
05/05/2013

Idade :
1760

Ver perfil do usuário
here's Bira
Bira
Vingadores BR

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botafogo Empty Re: Botafogo

Mensagem por Jack Kirby em Sex Dez 28, 2018 3:52 pm


O JOGADOR SERÁ REPOSICIONADO DE TÓPICO

CONTINUAÇÃO DA NARRAÇÃO EM: Docas do Rio de Janeiro

Ficha X-Marvel
Level : 20
Poderes:
Mensagens :
297

Data de inscrição :
12/05/2015

Ver perfil do usuário
here's Jack Kirby
Jack Kirby
Narrador

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botafogo Empty Re: Botafogo

Mensagem por Conteúdo patrocinado

here's Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum