— x мαrvєℓ υทivєrsє
Faça parte do nosso RPG e seja aquilo que sempre sonhou! Herói, vilão, mercenário ou benfeitor independente, temos uma vaga para você! Libere sua imaginação e realize grandes ou terríveis feitos em nosso Universo XMarvel!

Aula 1 - Abraham Andenvild

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Aula 1 - Abraham Andenvild

Mensagem por Abraham Andervild em Sab Out 24, 2015 5:45 pm


The Name of the Wind


O que faz as pessoas seguirem adiante? Caminhar todos os dias? Todos os dias ele se perguntou o que e o por que e mesmo antes de descobrir as respostas, o destino tratou de colocar outras questões entre eles. O despertador tocava sem escrúpulos as sete da manhã, desta vez, não havia nem dormido direito e olhava para o teto acompanhado os primeiros raios do amanhecer, tocar timidamente os cômodos da casa. Não duvida ele que Asgard estaria expendida a essa hora, os raios da aurora boreal, pagaria todo seu tesouro para voltar para casa. Levantou, utilizando de seus poderes de velocidade, ficou pronto em menos de dois minutos. Não havia segredo algum em sua vestimenta. O blazer, sapatos de bico, gravata e cabelo penteado para trás. Olhou para o seu relógio e decidiu evitar qualquer transporte convencional aquela hora. As 7 e 35 já estava na base da Shield. Desde aquele memorável dia em que conheceu Nick Fury, nunca mais o viu, com a promessa de que exatamente neste dia deveria comparecer ao local por ele indicado e foi o que fez.

Mesmo para um asgardiano recente, o Aeroporta aviões da Shield era um terreno a se considerar, uma estrutura móvel e colossal. Salas e mais salas a se perder de vista. Muitas pessoas circulando entre os corredores e espaços abertos, todos excencialmente sérios. Pelo menos o clima era habitual. Quando chegou, uma moça de cabelos escuros pediu para que ele a acompanhasse. Em seu encalço não demorou a chegar há um ambiente mais reservado. Ela lhe deu uma roupa bem dobrada, um crachá com seu nome              e sua foto, apontou para um banheiro, deixando-o instruído dos próximos passos. Colocou o uniforme deixando numa pequena maleta, atravessou uma porta e se viu num espaço aberto.

Para sua surpresa, algumas pessoas se reunião, voltados para uma mulher ruiva, da qual pareciam possuir algum respeito pelo fato de estarem praticamente estáticos. Se posicionou na frente dela, seguindo o padrão dos outros. Se algo podia ser dito antes da aula começar é que ela se parecia incrivelmente com sua mulher falecida. Deixando, este detalhe de lado, o que de início parecia ser uma reunião, trocou seus tons para uma aula. Pelo jeito Nick Fury, acreditou que ele precisaria de instruções e o Nick não poderia ter adivinhado o quão certo ele estava. Abraham não sabia o que motivava as pessoas, mas sabia o que lhe motivava e tinha que fazer aquilo




Gadgets, apetrechos, chame da forma que quiser, tecnologia nunca combinou com Asgard, até para ele, inserido a um bom tempo naquela cultura, ainda não fazia ideia do quão longe isto poderia ir e foi necessário muito esforço para entender que uma caneta poderia ser uma arma. Uma arma que não sangra, mas que manipula. Informação, era o verdadeiro poder para aquela sociedade. Escuta, palavra estranha para uma ferramenta, escuta, de escutar, ato de ouvir. Quando a agente disse essas palavras, quase riu, pela nova experiência que ela proporcionava. Voltando a seriedade...Tentou procurar algo com que pudesse anotar suas palavras, era exigir demais de um ser com lapsos de memória para decorar tudo aquilo. Correu o mais rápido que pode para providenciar isso, o que não evitou que fosse notado. Apenas a Víuva o encarou, voltando a explicação. Anotou com eficiência, olhando alguns instantes para interlocutora e depois voltando as suas anotações.

Pela forma que explicou eram objetos frágeis, nem calor, nem frio de mais, demandava tempo para instalação, baseando-se no pressuposto que não poderiam ser descobertos antes de uma missão cumprida. Era bem mais complexo do que o exército ou a marinha. Tocou seu colar por cima da roupa, se lembrando das memórias recuperadas. Princípio, meio e fim. Só com o fim da explicação, percebeu que alguns dos outros olhavam disfarçadamente para ele. Ficou com preguiça de dividir seus problemas e ignorou.

O mais importante e disso ele tinha ciência é a capacidade de dissimular, aprendeu que para sobreviver, em certos casos, é preciso ser outra pessoa, outro alguém. Talvez sua única habilidade como agente. Compreendeu tudo, colocando o bloco de notas e a caneta dentro do bolso. Cada qual no hangar teve que responder as perguntas feitas pela agente. Se aproximou da agente e pôs se a exercitar sua memória.

Uma escuta demanda um lugar bem escondido, como atrás de uma estante, ou lugares mais fáceis para se ter um bom som, como uma caneta, embaixo de uma gaveta. Estes objetos possuem a função principal de obter informações, o que para um agente é vital. Qualquer lugar que acumule muita umidade, já seria uma péssima ideia, perto de qualquer objeto eletrônico também, então imagino eu… Parou alguns segundos para pensar. No banheiro de uma casa, ou na cozinha… Me desculpe se talvez não entendi todo o conceito. Pigarreou, voltando ao seu raciocínio. A umidade pode danificar ou prejudicar o funcionamento devido a provocação de gotas. Como dito, não deve-se ficar afobado ou demonstrar nervosismo, muito menos se apressar para deixar o local, pois isto mostra indícios de sua ação. O mais importante de uma instalação, é o lugar, ele deve cumprir os requisitos positivos ou e descumprir os negativos, pelo contrário, a missão pode estar em risco ou pior. Não é aconselhável, porque o alvo não ainda lhe tem em confiança e não será na primeira vez que ele terá. Como são objetos muito frágeis, a temperatura elevada, pode super aquecer o dispositivo levando a falha do mesmo. Esperou a aprovação da agente e voltou ao seu lugar. Quando todos foram dispensados, andou com pressa, até uma das mulheres que estava no hangar, tocou seu ombro. Aqui está, obrigado pela ajuda. A mulher parecia não entender o que havia acontecido, ele entregou o lápis e a caneta, saindo em seguida.










___________________________________________________





By Asgard and nothing more...
avatar
Abraham Andervild
Agents of S.H.I.E.L.D
Agents of S.H.I.E.L.D

Mensagens : 17
Data de inscrição : 11/10/2015

Ficha X-Marvel
Level : 2
Poderes e Atributos: Poderes da raça Asgardiana e Super Velocidade:
Reputação:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum