— x мαrvєℓ υทivєrsє
Faça parte do nosso RPG e seja aquilo que sempre sonhou! Herói, vilão, mercenário ou benfeitor independente, temos uma vaga para você! Libere sua imaginação e realize grandes ou terríveis feitos em nosso Universo XMarvel!

Ein Wächterin, ein Rächer und ein "Gott" [TP - Fechada]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ein Wächterin, ein Rächer und ein "Gott" [TP - Fechada]

Mensagem por Kayser Wave em Sex Ago 21, 2015 12:38 pm

[TP Fechada]
Hënz Schäfer, Zeus Folks & Alex Fletcher

___________________________________________________





avatar
Kayser Wave
Avenger
Avenger

Mensagens : 39
Data de inscrição : 03/03/2015
Idade : 21

Ficha X-Marvel
Level : 3
Poderes e Atributos: Absorção Cinética e Condições Sobre-Humanas; +2 ATK e +2 DEF
Reputação:
2/6  (2/6)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ein Wächterin, ein Rächer und ein "Gott" [TP - Fechada]

Mensagem por Kayser Wave em Sex Ago 21, 2015 1:43 pm



Ein Wächterin, ein Rächer und ein "Gott"


Nova York, minha casa, minha moradia, meu habitat natural há alguns anos, desde que saí da S.H.I.E.L.D. estabeleci aqui minha "base de operações secretas", meu apartamento não era nada de especial levando em conta que eu era um ex-agente, fugitivo e com os dados completamente apagados dos sistemas de armazenamento dos computadores deles, minha vida era boa por assim dizer e mesmo que meus arquivos não existissem mais, Fury sempre sabia onde me encontrar, afinal a SHIELD era uma organização de espionagem e fazia jus à sua fama, realmente era sempre assim, eu sabia que mesmo sem meus antigos dados eles tinham alguma coisa sobre mim, até por que desde que saí nunca fiquei privado de nada, sempre recebia uma ajudinha deles, tinha dedo do Fury nisso na certa, mas não é porque ele me dava auxílio que eu iria ficar devendo à ele, estávamos quites, eu fiz o trabalho sujo por um tempo, eles me deixaram para trás para morrer, então o mínimo que podiam fazer por mim era me ajudar com o necessário.

Na maior parte do tempo eu ficava apenas vigiando a cidade, claro que haviam heróis veteranos saltando de prédio em pre´dio por aí, mas eu fazia a minha parte, "tirando o lixo para fora", limpando a sujeira que alguns criminosos deixavam por aí, por essa razão minha vida de "estudante normal" era sempre agitada e eu nunca tinha tempo para ser o Hënz Schäfer, na maior parte de minhas horas vagas estava aqui, sobre um dos prédios ouvindo os rádios da polícia enquanto aguardo que algum ladrão engraçadinho tente alguma coisa.

Atualmente Kayser Wave era um Vingador, um membro jovem, mas promissor, isso deixaria qualquer humano ou "super-humano" extremamente empolgado e feliz, mas mesmo assim me sentia um tanto deslocado, eu não me considerava um herói, eu só fazia a minha parte para manter a cidade em ordem, mas minha vida estava ficando monótona e enquanto eu aguardava algum chamado da polícia atrás de algum criminoso medíocre, me lembrava dos meus reais motivos para ter passado à participar do time dos heróis mais poderosos do planeta.

[...]

Há meses atrás...

Era noite e uma terrível onda de crimes vinha acontecendo pela cidade e atrapalhando a paz e a tranquilidade, assaltos à banco, sequestros, coisas do cotidiano, mas por mais que eu auxiliasse a polícia nada mudava, cada vez haviam mais delitos sendo cometidos, eu estava cansado de tanto tentar, então tendo minha paciência se esgotado fui pegando vários bandidos dos quais extraí informações, sempre peixes-pequenos, os feri bastante, quebrando-lhes alguns ossos atacando-os sempre que surgiam até que me dissessem o que eu queria realmente saber.

- Quem comanda vocês!! - gritei sobre a face de um deles, notei a expressão de medo em seu rosto ao se deparar com meu olhos violeta pouco antes de eu afundar seu rosto no chão.

O homem gritava de dor e não era pra menos, eu já tinha lhe quebrado todos os dedos da mão direita e agora forçava a perna contra seu joelho, ele não tinha muita escolha à não ser me dizer o que sabia, bom, na verdade ele tinha uma escolha, mas ele provavelmente ficaria sem andar por um bom tempo caso a fizesse. Esse era apenas um dos muitos que eu já tinha espancado e torturado até que me dissessem quem era a grande mente por detrás deles.

- Ta bom!! Ta bom!! Eu falo! - ele gritava enchendo a boca de terra e pedaços de asfalto Puxei-lhe a cabeça tirando-a da lama do beco escuro no qual eu me encontrava pressionando-o contra o chão. - Mas ele é diferente de qualquer cara que eu já tenha visto! Seu nome é...

Enfim eu tinha a resposta que eu precisava, dei um último golpe no homem fazendo-o desmaiar, não o mataria, mesmo que merecesse, afinal era só um pau-mandado, eu tinha mais o que fazer. Naquela noite eu pegaria o chefão do crime que estava comandando todo esse sistema criminal, sabia que ele era influente, só não sabia o quanto, mas isso não seria problema, ele podia ser o mais influente do mundo, jamais o deixaria escapar de minhas garras.

[...]

Talvez se eu não tivesse me envolvido naquela noite, nunca estaria onde estou hoje, não existiria Kayser Wave, nem seria um Vingador, seria apenas Hënz Schäfer, mas se minha vida estava monótona como está agora, estaria muito mais se eu não tivesse me metido naquela situação.

Enfim a polícia recebia um chamado, mas era diferente, ao invés de um assalto à banco como era o costume, já que sempre à essa hora da tarde acontecia algo do tipo, dessa vez alguns guardas pareciam ter encontrado alguma coisa num dos becos sujos da cidade, foi um chamado estranho nunca tinha captado nada do tipo com minha audição, muito menos o ruído que veio à seguir, nunca tinha ouvido nada tão agudo e irritante quanto aquele som. Eu tinha que averiguar o que era e no instante seguinte pulando do parapeito do prédio corri por sua extensão e saltei para o outro lado tomando impulso utilizando da cinética de meus movimentos para me projetar à muitos metros de distância.


Onde: Algum lugar de Nova York Com quem? ??  Post: 001


Thanks @ Lilah CG

___________________________________________________





avatar
Kayser Wave
Avenger
Avenger

Mensagens : 39
Data de inscrição : 03/03/2015
Idade : 21

Ficha X-Marvel
Level : 3
Poderes e Atributos: Absorção Cinética e Condições Sobre-Humanas; +2 ATK e +2 DEF
Reputação:
2/6  (2/6)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ein Wächterin, ein Rächer und ein "Gott" [TP - Fechada]

Mensagem por Alex Fletcher em Sab Ago 22, 2015 11:52 am

Ein Wächterin, ein Rächer und ein "Gott"




Um bom trapaceiro nunca revela seus truques
G
eralmente eu não gosto de vir a Nova York, é muito barulhenta. Não me levem a mal, um pouco de barulho é sempre bom, mas esse não é o tipo de “barulho” que eu gosto. Desde que esses mascarados e encapuzados tomaram toda a cidade é meio difícil andar por aqui sem esbarrar com dois jovens superpoderosos brigando.  Nada contra, o que eles fazem pela cidade eu até considero de suma importância, porque afinal o que a polícia pode fazer contra um monstro verde ou até um gigante de gelo. Mas esse é um compromisso pelo qual eu jamais poderia me ater. Sempre que venho aqui, me hospedo nos lugares mais caros, mas claro, sendo bastante discreto. Uso uma das minhas muitas empresas para alugar um quarto e entro no local fingindo ser um executivo da mesma á negócios na cidade. Quando se vive a tanto tempo quanto eu, você começa a dar mais importância a coisas pequenas como discrição e privacidade, ainda mais com o Thor voando pela cidade. Não posso me arriscar dele me reconhecer e me mandar de volta para Odin. Qual deve ser a punição para quem escapa da morte por execução? Não quero nem imaginar, por isso nunca escolho quartos acima do 3º andar nessa cidade.
Apesar dos pesares, ainda sim é uma bela cidade. Como os americanos costumam chama-la,” a grande maça”, sabe-se lá porque. Mas devido a esse agitação toda de umas décadas pra cá, tento evitar ao máximo pôr os pês nela. Só que olha eu aqui, de novo em Nova York. Porque afinal como tudo na vida, até mesmo a imortalidade tem seu lado negativo. Esbornia, luxuria e ócio sem fim cansam depois de um certo tempo, então costumo usar minhas habilidades e recurso para ajudar as pessoas, mas não o tempo todo, geralmente nos casos que mais despertam meu interesse. E nesse processo acabo fazendo muitos amigos, alguns são encapuzados até e vim a essa cidade conturbada para visitar um deles. Damian Stone, é o nome dele. Rapaz esperto, apesar da vida sofrida. Fiz até uma das minhas empresas dar uma bolsa de estudos para ele, gosto de ajudar meus amigos. Vim lhe fazer uma visita afim de convence-lo de me ajudar em uma das maquinações e quem sabe ajuda-lo em uma de suas rondas, afinal asgardianos sempre apreciam um boa briga.
                                                               
[...]
Já era tarde, eu já havia me despedido de Damian. Me dirigia-me ao meu hotel, para poder descansar um pouco antes de pegar o voo para sair dessa cidade. Apesar do meu teleporte ser meu meio de locomoção mais rápido, sempre que estou em público prefiro ir andando, chama bem menos a atenção. Durante o caminho, ouvi um enorme estrondo vindo de uns quarteirões a esquerda de onde eu estava, então prontamente fui ver o que era. Ao chegar e ver aquela cena, me veio um misto de preocupação e uma vontade enorme de rir. Um homem enorme vestindo uma roupa colante de rinoceronte, que lhe cobria todo corpo, havia acabado de sair de um prédio, o qual parecia ser um banco. Tentei ao máximo me conter, mas juro que não resisti, ao ver aquele ser ridículo comecei a cair em gargalhadas. Não demorou muito para que ele percebesse.
- Qual é o motivo dessa graça toda ai baixinho? - Ele realmente queria se mostrar ameaçador, mas eu não conseguia levar a sério tal ser.
- É que faz muitos anos que eu não via um palhaço! Há alguma criança aniversariando aqui por perto?
Pelo que parecia ele ficara muito bravo, tanto que desferiu um golpe contra mim. Eu consegui me teleportar bem a tempo e reapareci nas costas dele. Não sei porque aquele homem estava com tanta raiva, ser animador de festa é um profissão como qualquer outra. Mas ele era bem forte, com toda a certeza um mutante, e se eu estendesse aquilo mais um pouco alguém poderia se machucar sério. Então comecei a me teleportar, juntamente do animador de festa, para cima, até uma altura considerável e então eu o soltei. O impacto dele fez um barulho considerável, mas para os padrões daquela cidade não era nada fora do normal. O pobre coitado apesar da inconsciência não aparenta nenhum ferimento muito grave.  Visto que não havia mais nada a ser feito, fui embora. Tudo que eu menos quero é uma foto minha brigando com um homem vestido roupa de bichinho.
Depois daquele pequeno inconveniente, voltei para meu caminho. Já era de madrugada e eu não queria perder mais meu tempo, em vista disso, fui para o terraço de um prédio e comecei dar sequência à um serie de teleportes de telhado em telhado. Fui fazendo meu percurso o mais rápido que pude, até que vi algo que chamou minha atenção: uma viatura parada perto de um viela escura. Aquilo havia despertado minha curiosidade, então parei em cima de um prédio perto dali para observar melhor. Até o momento não aparentava ser nada demais, até começar a perceber uma agitação por parte dos policiais. Eu vi que aquilo parecia ser algo mais serio do que um simples caso da NYPD, pulei do prédio e fui verificar.

.


avatar
Alex Fletcher
Independentes
Independentes

Mensagens : 32
Data de inscrição : 09/07/2015

Ficha X-Marvel
Level : 2
Poderes e Atributos: Atributos Asgardianos & Teleporte
Reputação:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ein Wächterin, ein Rächer und ein "Gott" [TP - Fechada]

Mensagem por Zeus Folks em Dom Set 20, 2015 11:41 pm

Zeus
Popstar and Anti-Hero


Fiz parte de um grupo por um longo, longo tempo. Praticamente minha vida toda. Os garotos eram meus irmãos de tão próximos que nos tornamos desde que nos conhecemos no internato na Inglaterra até agora, sucesso mundial. Passamos por muitos acontecimentos durante esses anos, dos mais loucos até os mais deprimentes e iria sentir bastante deles depois que saísse da banda, após esse show.

Muitos jornais especulavam o porquê da minha saída após esse show no Madison Square Garden, falavam de brigas estratosféricas até uma oferta de contrato para cantar solo, no entanto estavam completamente equivocados. Decidir sair da banda simplesmente para não colocar meus melhores amigos em risco com minha vida dupla, afinal ser um herói trazia muitos riscos a quem estava sua volta.

Por causa de tudo que eu sentia, em relação a cantar e meus companheiros, estava bastante nervoso antes de entrar no palco, era a minha despedida de tudo que eu mais gostava de fazer. A música foi por muito tempo minha válvula de escape da realidade cruel e massiva, no entanto ser super-herói não era algo que eu podia abrir mão, era o meu dever.

Logo após o termino do show fomos comer uma lanchonete, a primeira lanchonete em que comemos quando fomos fazer nosso primeiro show lá, quando não tínhamos o peso da fama tão pesada em nossas costas. Reservamos a lanchonete só para nós, uns amigos e o pessoal que trabalha com a gente.


...



Depois de terminar a nossa refeição me dirigi ao hotel, ou ao menos tentei. Um barulho estridente e aterrorizante invadiu o ar. “Mais um trabalho para mim. O primeiro de uma nova era” pensei enquanto colocava meu disfarce e sai em direção ao local que o barulho se originava.


ϟ
Calmaria


___________________________________________________







Zeus Folks
It's dark inside

.soph.


avatar
Zeus Folks
Thunderbolts
Thunderbolts

Mensagens : 105
Data de inscrição : 20/11/2013

Ficha X-Marvel
Level : 5
Poderes e Atributos: Aura Mágica & Sanguessuga ( +8 em ATK)
Reputação:
4/6  (4/6)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ein Wächterin, ein Rächer und ein "Gott" [TP - Fechada]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum