— x мαrvєℓ υทivєrsє
Faça parte do nosso RPG e seja aquilo que sempre sonhou! Herói, vilão, mercenário ou benfeitor independente, temos uma vaga para você! Libere sua imaginação e realize grandes ou terríveis feitos em nosso Universo XMarvel!

Aula 4º - Clover Westbrooke

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Aula 4º - Clover Westbrooke

Mensagem por Clover Westbrooke em Dom Nov 23, 2014 7:51 pm





fierce, like a purr!


Os dias letivos chegavam ao final. Como obrigação, seria necessário prestar um último exame como prova de aptidão para que então se congratulasse em direção ao passe de ano. Westbrooke, o exímio garoto do subúrbio de Nova Iorque, enfim poderia ser uma integrante ávido no mundo dos heróis e vilões mas para isto teria de se sobressair bem no teste, o que o deixava bastante nervoso.

Com um profundo suspiro adentrou a saleta de estudo, a qual já estava tão habituado. Passara grande parte de seu tempo ali, estudando com bastante dedicação e tentando ao máximo demonstrar o quanto prodígio era. Acomodou-se em uma cadeira e afundou o corpo franzino no móvel, buscando relaxar. "É apenas mais uma aula..." dizia a si mesmo, confiante. "Vai sair tudo bem."

Virou-se em direção a um colega aconchegado ao seu lado e resolveu puxar assunto, indagando-lhe sobre o que achara dos dias em que passara ali e respondendo de igual a questão, comentou que o lugar obtinha grandes maravilhas, porém seria uma pena não ser de seu querer permanecer por mais tempo. Possuía outros planos em mente, claro.

Atrás de si, o arco de entrada se fechou e a figura de Sebastian Shaw se fez presente. Clover o observou cortar a sala em passos elegantes e tomar o espaço no centro do cômodo, saudando os pupilos. A instrução final nada mais seria que uma breve revisão sobre o que tinham aprendido durante as demais aulas ministradas por ele, e o garoto felino pôde-se permitir libertar um suspiro de alívio, uma vez que teria a chance de reconstituir qualquer assunto que provavelmente poderia ter esquecido.

Daquela vez, não prestou notas sobre o que era explicado e derrogado pelo mais velho. Optou por observa-lo e escuta-lo de forma que assim seria mais fácil ser preenchido com toda sua experiência e com todo o teor educativo que aquela aula poderia lhe agraciar.

Perscrutava a forma como o assunto em questão lhe era repassado, concordando em partes sobre as dicas entoadas e os passos de como a perícia da lábia ou a capacidade e contar mentiras com maestria deveria ser praticada. O garoto tinha aquele treinamento como uma educação de grande importância. Seria fundamental em sua formação e, mais tarde, poderia ter de usufrui-las em uma ocasião que as exigisse. Por não portar certa prática naquele universo ao qual obtinha pouco conhecimento sobre, acataria qualquer tipo de ajuda que lhe poderia ser útil para sobreviver e, ali no instituto, a tinha.

A aula teórica chegara ao seu fim minutos após toda a explicação ser dada. Por derradeiro, antes que pudessem deixar o recinto, uma última atividade deveria ser elaborada, cujas questões eram dadas pelo próprio professor Shaw. Clover recolheu o seu questionário e puxou o único objeto qual se encarregara de levar; uma caneta de tinta azulada. Engatou o polegar em sua extremidade a fim de ativar sua função comumente e volveu as questões na folha com seus olhares curiosos, atento a todas estas. Umedeceu a língua e só então, prostrou-se sobre esta, passando a responder cada quesito de maneira clara e precisa, aplicando ali todo o conhecimento adquirido durante as aulas ministradas anteriores.

"1 – Qual característica faz com que mentirosos sintam menos medo de serem desmascarados do que outras pessoas?
A confiança é uma ferramenta de total valor para um bom manipulador. Confiando em si, terá maior facilidade de passar sua confiança a outras pessoas, fazendo-as acreditar em tudo o que se diz e o que faz, tornando a mentira uma verdade absoluta.

2 – O que é preciso para improvisar bem em uma mentira?
Estar bem preparado para mentir em qualquer ocasião. Ter bastante treinamento e saber atuar como ninguém; tendo certeza e coerência no que se está contando, dificilmente irão duvidar.

3 – Qual critério diz que não é bom mudar detalhes em suas mentiras?
O que incita a manter a mentira até o final. Com poucos detalhes a ser definido, a mentira fluirá naturalmente e será muito mais fácil de ser contada ou relembrada, caso precise.

4 – O que fazer para que as mentiras se tornem difíceis de identificar?
Impor verdades em meio a mentira, tornando-a indecifrável. Pagar para ver, desafiar a pessoa a pesquisar sobre a mentira e incita-la a procurar pela verdade; elas acabam desistindo ao perceber sua total convicção e certeza.

5 – O que fazem os manipuladores sentirem menos culpa?
Não terem escrúpulos morais e ou, não serem movidos a emoções, além de não temerem que sejam descobertos ou que desconfiem de suas mentiras. No geral, estão sempre preparados para tudo.

6 – Por que bons mentirosos devem ter boa memória?
Para evitar de cometer o erro de se descuidar sobre uma mentira que já foi contada, protegendo-a para todo o sempre e evitando que esta seja descoberta. Além de que, com uma boa memória, você irá sempre se recordar sobre os fatos passados, e não será errôneo ao contar a mesma mentira outra vez.

7 – Por que é importante denunciar a mentira?
Denunciando a mentira você passa a ganhar um aspecto de "mocinho" perante os olhares de terceiros, e quando você o faz, dificilmente irão duvidar sobre o que você diz, vendo-o como uma pessoa honesta.

8 – Por que é bom ter um cúmplice?
Para que este possa vir a confirmar o que se está sendo divagado, aumentando as chances de que o seu alvo acredite veemente em sua história.

9 – Por que é importante criar o hábito de mentir?
A mentira muitas vezes auxilia na sobrevivência do indivíduo, principalmente nossas vidas. Criar o hábito de mentir a torna tão eficaz quanto óbvia e no geral, sempre estará treinado para inventar lorotas em qualquer situação, seja ela qual for, obtendo exímia clareza e convicção no que está falando, mesmo que ela não seja verdade.

10 – Por que é melhor não mentir ao mesmo tempo em que seu cúmplice?
Para poder combinar melhor os detalhes de forma que a história não adquira um significado difuso - com duas versões diferentes. É sempre bom ter toda uma mentira arquitetada inicialmente para só então depois que ambos poderão coloca-la em prática. Isso evitaria dúvidas e não levantaria suspeitas."

Admirou o exercício preenchido, com todas as soluções dadas. Auto-corrigiu seu teste diversificadas vezes, livrando-o de erros ou demais fatores que significasse sua reprovação. Ao término, entrou em júbilo, contente com o resultado do trabalho. Ergueu-se de seu estofado e entregou o questionário ao instrutor, lançando-lhe um risinho amigável. Sentiria falta dali e contava com uma aprovação imediata, havia trabalhado tanto para conseguir um passe que não se imaginava sem.

Voltou-se para a porta e saiu, deixando para trás todo o mistério e suspense que viria quando o seu epílogo fosse dado. Uma nova fase se iniciaria.

thanks juuub's @ cp!  

___________________________________________________








the shadow cheetah

pleasure love

avatar
Clover Westbrooke

Mensagens : 9
Data de inscrição : 23/10/2014
Idade : 18

Ficha X-Marvel
Level : 2
Poderes e Atributos: Mimetismo Felino & Condições Sobre-Humanas (+1 ATK e +1 Armas)
Reputação:
0/0  (0/0)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum